Ouça ao vivo
no ar
O Grande Jornal
Com Cicero Dantas, Marcio Barney e Eriston Nunes

Suzano apoia e desenvolve projetos de sustentabilidade no Extremo Sul da Bahia

No mês em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, a Companhia destaca suas principais iniciativas que fazem a diferença
Suzano apoia e desenvolve projetos de sustentabilidade no Extremo Sul da Bahia
15 JUN 2021
09:26

Mucuri, 14 de junho de 2021 – Como uma empresa que tem a sustentabilidade como parte da sua estratégia para o futuro, a Suzano realiza inúmeros projetos voltados para a preservação e conservação do meio ambiente. No Extremo Sul da Bahia, onde a Companhia está presente, um deles é o Projeto Nascentes do Mucuri, idealizado pela Suzano e que conta com a parceria com multilideranças do setor privado, ONGs, órgãos de governo e pessoas físicas. O foco é recuperar e estimular a preservação de 2,5 mil nascentes ao longo do Rio Mucuri, que nasce no nordeste de Minas Gerais e deságua no sul da Bahia, sendo responsável pelo abastecimento de municípios da Bahia e Minas Gerais. Mais de 400 nascentes estão em recuperação e cerca de 1,5 mil propriedades foram diagnosticadas ao longo do rio. O projeto também viabilizou o plantio de mais de 30 mil mudas para contribuir com a preservação das nascentes que abastecem o rio  e mais de 11 mil pessoas foram mobilizadas durante as ações do Nascentes do Mucuri.
A Suzano também faz o monitoramento da fauna e flora por meio do Projeto de Monitoramento de Biodiversidade – BAMGES, realizado em parceria com a Veracel. O monitoramento é feito em uma área de quase 900 mil hectares, nos estados da Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo e possibilita o estudo da biodiversidade e conservação de espécies nativas em uma região de extrema riqueza biológica. No ano passado, durante o monitoramento, uma espécie de árvore, até então desconhecida da ciência na região do sul da Bahia, foi identificada, a Tocoyena atlântica.

O Programa Floresta Viva é outra realização da Suzano na área ambiental e atua de forma preventiva na ocorrência de incêndios florestais que prejudicam as matas nativas e a  biodiversidade, buscando levar mais segurança às comunidades vizinhas às operações da empresa. O programa é realizado desde 2014 e, além de palestras e treinamentos, conta com a participação da comunidade para informações sobre as ocorrências de incêndios em florestas de eucalipto ou nativas nas áreas da empresa, por meio de ligação gratuita para o número do programa – 0800 771 1418 – com atendimento 24 horas.

“A Suzano busca agir efetivamente na preservação do meio ambiente, atuando tanto no monitoramento quanto na restauração e proteção das áreas nativas. A Companhia também se preocupa em contribuir para o futuro, engajando a comunidade por meio de programas de educação ambiental, conscientizando e formando lideranças locais para serem multiplicadores e multiplicadoras. Essas ações vão ao encontro dos direcionadores da Suzano de gerar e compartilhar valor e só é bom para nós se for bom para o mundo”, afirma Marcelo Gomes, gerente de Sustentabilidade da Suzano.

Para fomentar a consciência ambiental, a empresa também desenvolve o Programa de  Comunicação Social e Educação Ambiental  nas comunidades dos municípios de Caravelas e Nova Viçosa, que têm o intuito de promover a gestão territorial e a melhoria da qualidade de vida das populações e do ambiente natural, além de incentivar a formação crítica e participativa das comunidades. Entre as ações do programa estão os cursos de educação Ambiental como ferramenta de inclusão digital e a formação de jovens lideranças, que contribuem na criação de agentes multiplicadores para atuar nas organizações comunitárias.

O Programa de Desenvolvimento Rural e Territorial (PDRT) também é uma das principais iniciativas da empresa, que promove o fortalecimento das comunidades rurais vizinhas às unidades da Suzano, gerando renda e melhoria na qualidade de vida dos pequenos produtores. Só na Bahia, são cerca de 1,5 mil famílias beneficiadas. O PDRT segue princípios agroecológicos, fomenta o acesso a políticas públicas e melhora a qualidade de vida dos produtores rurais.

Visando fortalecer a cadeia apícola na região do Extremo Sul da Bahia, além de contribuir para a geração de renda e a conservação do meio ambiente, a Suzano realiza o Programa Colmeias, que disponibiliza apoio para sete associações de apicultores, localizadas no município de Alcobaça, Caravelas, Mucuri, Teixeira de Freitas e Nova Viçosa. Ao todo, 136 famílias são beneficiadas diretamente pelo projeto. As sete associações produziram, juntas, nos últimos três anos mais de 195 toneladas de mel, sendo que 68% deste total foram colhidos em áreas de eucalipto. As associações de apicultores participantes do programa Colmeias na Bahia recebem da Suzano a autorização para acesso às florestas de eucalipto, espécie que tem uma das floradas mais relevantes para a produção de mel.

 


Comentários Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.