Programa

Super Hits

Locutor

Ecles Henrique

Usuários do sistema público falam sobre a participação popular na discussão da saúde de Alcobaça

Participação popular na construção do plano de saúde para toda a sociedade. Essa foi a plataforma da Conferência Municipal de Saúde de Alcobaça, realizada na última sexta-feira (28).

Emily Maviana tem grande experiência na análise de dados epidemiológicos e na atuação no setor de Vigilância Epidemiológica das Doenças Imunopreveníveis e de Transmissão Respiratória

Dentre outras ações, os delegados escolheram o nome da enfermeira sanitarista, Emily Maviana, como representante nas discussões do plano de saúde municipal. A escolha aconteceu após a leitura do regimento, formação dos grupos de trabalho de quatro eixos temáticos e apresentação de moções.

A grande maioria dos delegados considerou o histórico e o trabalho da enfermeira sanitarista, Mestre em Epidemiologia em Saúde Pública, subárea Epidemiologia, etnicidade e saúde (ENSP/FIOCRUZ), especialista em Saúde Pública na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Fundação Oswaldo Cruz/FIOCRUZ.

O evento convocou os pacientes atendidos na rede pública de saúde para discutir a atenção básica com a participação social. Na prática, a conferência e as pré-conferências deram voz aos usuários sobre o que eles pensam à respeito do sistema de saúde ideal para o município.

Usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), o aposentado, Marley Bita Laurentino, aprovou a idéia. “Diferente à experiência de aguardar nas filas dos postos de saúde, vemos nessa gestão a vontade de procurar mudar para melhor os atendimentos públicos”, afirmou.

Morador do estado de Minas Gerais fala com orgulho do momento que desperta a discussão e a participação popular

O alcobacense, Felipe Fernandes, aprovou o chamamento da população para discutir as ações de saúde do município. “Eventos como este são importantes porque a população se mobiliza e podemos pensar juntos propostas para melhorar esta questão da saúde”, explicou.

Com a experiência de quem já viveu o suficiente para reconhecer tempos de mudança

A aposentada, Tânia Maria de Souza Alomba falou como era o serviço de saúde oferecido à população. “Era tudo muito precário. Agora está desenvolvendo. Esse encontro, pra mim, foi o melhor”, disse.

Comentários

Para comentar esta notícia é necessário entrar com seu login no FACEBOOK.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.